• Valdemir Pires

Uma baita Escola de Governo! Já pensou?


"Fracasse. Tente outra vez. Fracasse melhor" (SamuelBecket)

Uma organização pública densa em inteligência, sensível ao ideal de boa cidade para se viver e com capacidade de diálogo e mediação para viabilizar projetos e enfrentar os problemas da comunidade a quem deve servir; não um aglomerado disforme e mal conduzido de pessoas despreparadas para os fazeres sob sua responsabilidade, bando de surdos-mudos, pouco ou nada interessado em agir para evitar as consequências de sua omissão diante dos problemas coletivos - eis uma prefeitura dos sonhos, alavanca para a superação de tantos e às vezes crônicos problemas e debilidades dos municípios brasileiros.

Contribuir, no limite de suas possibilidades, para a existência dessa idílica prefeitura deve ser o objetivo mais nobre e profundo de uma Escola de Governo Municipal. Sua missão deve ser o desenvolvimento de atividades formativas e eventos problematizadores com elevado potencial para despertar e impulsionar agentes públicos que sejam verdadeiras jóias da sociedade do conhecimento densa em tecnologia, jóias da vida coletiva perspectivada pela democracia, pelo republicanismo e pela compaixão (esta capacidade de sentir com o outro), jóias do apetite pelo debate construtivo. Agentes com a resiliência que somente um preparo esmerado, objeto de política pública que o busca diuturnamente, pode produzir - tesouros da gestão pública (se bem ou mal remunerados, é outra conversa...).

Impossível tal prefeitura, agentes públicos com este perfil, Escola de Governo capaz de tamanha transformação! Não é o que parece ou a História prova? Não se trata, afinal, de ilusão pueril?

Boas perguntas, descrença salutar, não há como negar. Mas devem ser tomadas como obstáculos suficientes para que não se tente? Tentar sai mais caro à sociedade, à vida coletiva, do que deixar que tudo permaneça como está?

Ah! Já pensou? - uma prefeitura densa em inteligência (cada funcionário uma jóia), sensível à busca de um futuro melhor para todos (uma organização que é o verdadeiro tesouro público), que fala (propõe) e ouve (capta necessidades, desejos e sonhos do povo).

Ah! Não dá, mesmo? Será?


274 visualizações

©2018 by Valdemir Pires. Proudly created with Wix.com